UNIODONTO

Porque seu sorriso significa muito mais do que estar feliz

Estética, harmonia facial, desgaste dos dentes, envelhecimento precoce, falta de retenção, reabsorção óssea, dores em algumas áreas são alguns itens importantes para indicação de uma nova dentadura. A cada cinco anos, o paciente deverá procurar o cirurgião dentista, para uma análise para a confecção de nova dentadura. Dentes de porcelana ou de resina acrílica são os normalmente usados na confecção de dentaduras. Atualmente, as dentaduras com dentes de resina acrílica, são as preferidas pela maior parte dos dentistas, porque não produzem ruídos quando o paciente mastiga ou fala; oferecem menor risco de quebra e são fáceis de ajustar. Porém, os dentes de resina acrílica podem sofrer alterações de forma e de cor, exigem uma limpeza mais rigorosa e desgastam com o uso.

As vantagens oferecidas pelos dentes de porcelana são estabilidade da cor; facilidade de limpeza; e um desgaste menor. Entre as desvantagens estão a produção de ruídos quando o paciente mastiga ou fala; a abrasão nos dentes naturais opostos e o perigo maior de fraturas.

O paciente leva 4 vezes mais tempo para se acostumar à dentadura inferior do que a dentadura superior. Quanto mais tempo você empregar na mastigação, melhor será a adaptação. Não coma porções grandes de alimentos no princípio. Divida os alimentos em pequenas porções. Você terá dor e desconforto no começo; se aparecerem pontos dolorosos ou “”calos”” procure seu dentista, que lhe dará alívio necessário.

Alimentos macios e cremosos são os únicos indicados nos primeiros dias depois da colocação da dentadura. À medida que for progredindo, coma alimentos mais sólidos e mastigue vagarosamente e por igual a fim de controlar a dentadura e a pressão das gengivas ao morder.

Quando as dentaduras provocam náuseas e enjôos, o melhor remédio é usá-las o maior tempo possível. Esse reflexo passará logo. Seu dentista pode ajudar verificando a extensão da base e a adaptação no céu da boca.

Falar bem coma nova dentadura pode dar um pouco de trabalho. Por isso, fale em voz alta em frente ao espelho.

Quase sempre as dentaduras irão provocar pequenas ulcerações na sua gengiva. As dentaduras são duras, rígidas e o tecido da gengiva é sensível e delicado. Por isso, é muito difícil fazer dentaduras que não provoquem dores. Quase sempre é necessário realizar controles de desgastes e ajustes.

Muitos pacientes usam dentaduras durante as 24 horas; mas outros sentem dores na boca ao acordar; as dentaduras também podem se soltar à noite. Nesses casos, é melhor dormir sem elas.

Somente uma dentadura limpa é confortável. Sempre que se alimentar, faça o possível para lavar as dentaduras com escovas macias. Não use pó para polir, que podem arranhá-la e nessas ranhuras, antigas partículas de comida podem dar mau cheiro. Evite o acúmulo de tártaro é não deixar que se deposite.

Quase sempre não há necessidade de pó adesivo. Só use se o seu dentista aconselhar. Muitos pacientes não ficam satisfeitos com as suas dentaduras; começam a usar pós adesivos por conta própria; porém, com a pressão aumentada, a gengiva se reabsorve, se contrai mais rapidamente e as dentaduras ficam cada vez mais frouxas, precisando aumentar cada vez mais e a quantidade desses produtos.

Últimos Comentários

Nenhum comentário para mostrar.